terça-feira, 8 de agosto de 2017

NADA - [a (IM)possível] DEscrição

- desconfia M. que o NADA de D. é «Todo o Tempo do Mundo» («Hei por Nome Todo o Mundo E NINGUÉM» - «auto da Lusitânia»), mas isso é «entre Eles» 

       [reunião, hoje, do «Z. T.»: 3 horas (de (para) Nada? Oxalá NÃO!]

- crónica de domingo, no Público - Maria João Lopes - AQUI
REcortes:



sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Duarte

[ai, esta «Preguiça» de avançar para o Rugido, neste 1617...; que quererá dizer?]
- o Duarte é um «piolhito» (2, 3 anos?) que «chega» para entreter a Plateia de 6, 7 V.        («forças vivas» da P. de F.), que «gozam» o fresco matinal na ESP...
- antes, M. observou as «Manobras» das 3 «RODOV.» que vêm buscar os Pequenos Banhistas...; há manos mais novos que ficam, progenitores que prolongam um pouco a conversa, após os «adeuses»...;
- a intervalos, a leitura da obra «FragM» de I. M. da S. [...]  (300 Ex.as - tantos como os de Poesia...)